Torne-se um associado (11) 98313-2324

Preservação da Madeira

Entenda o Processo

O que é a preservação de madeira

Preservar madeira é adotar técnicas para protegê-la, quando em uso, de agentes deterioradores que podem ser de natureza química, física ou biológica. Estas técnicas vão desde a adoção de detalhes construtivos e de utilização, que impedem a ação desses agentes, até aplicação de preservativos de madeira por meio de processos não industriais como imersão simples, pincelamento e pulverização, ou industriais, realizados por vácuo-pressão em autoclave em Usinas de Preservação de Madeira. A escolha do produto e do processo depende do tipo de madeira e das condições de sua utilização.

Aspectos ambientais

  • Recurso 100% renovável de ciclo curto (do cultivo à colheita)
  • Retira e retém dióxido de carbono da atmosfera minimizando o efeito estufa
  • A madeira proveniente de florestas plantadas diminui a pressão sobre matas nativas
  • Produção demanda pouca energia, ao contrário do concreto e metais que, além de consumirem muita energia, ainda dependem de recursos esgotáveis

Segmentos

Construção Civil

A madeira de floresta plantada tratada é uma excelente alternativa para o uso em sistemas construtivos, não apenas por ser um material sustentável, mas por permitir qualquer tipo de acabamento tradicional e penetrantes protetores. Sistemas construtivos que têm a madeira como elemento principal saem na frente quando o assunto é construção sustentável. Além disso, a necessidade de aliar inovação, economia e desempenho conferem pontos de vantagem a sistemas como o wood frame, amplamente usado mundialmente. A madeira preservada é uma excelente opção também para pontes de madeira em áreas agrícolas e para estradas vicinais. Soluções econômicas, seguras e duráveis, possíveis com o uso da engenharia e do conhecimento da madeira e de sistemas mistos de madeira e concreto ou madeira e aço.

  • Redução dos desperdícios
  • Rapidez na montagem
  • Versatilidade
  • Economia
  • Conforto
  • Beleza

Ferroviário

O mercado de dormentes para linhas férreas é um nicho que deve estar no radar das empresas de madeira preservadas. Com apenas 24% da matriz brasileira apoiada no transporte ferroviário, contra 81% na Rússia, o Brasil tem um grande potencial para o consumo de dormentes de madeira. Outro segmento que usa a madeira preservada é o de dormentes para o setor metro-ferroviário. Outra vantagem é a diferença de energia consumida para a produção: 1 tonelada de cimento consome 260,00 Kg EC (quilos equivalentes de carvão) contra 0,80 da madeira. A utilização da madeira tratada e de origem de florestas plantadas garante:

  • Economia
  • Alto desempenho
  • Durabilidade
  • Versatilidade

Elétrico

A madeira também está na transmissão de energia. Postes representam de 20% a 25% dos custos de implantação de redes de distribuição, por isso, é fundamental encontrar produtos que possam contribuir com a redução dos custos.

Ao utilizar postes de eucalipto preservado e cruzetas será possível:

  • Ter um melhor nível básico de isolamento
  • Fácil manuseio e transporte
  • Maiores espaçamentos
  • Fácil manutenção