Torne-se um associado (11) 98313-2324

ESCLARECIMENTO FAKE NEWS – ABPM

A Associação Brasileira de Preservadores de Madeira (ABPM) vem prestar os seguintes esclarecimentos:

a) No dia 14/01/2008 o jornal eletrônico “Joaçaba News”, sediado na cidade de Joaçaba-SC, veiculou matéria intitulada “Churrasco envenenado mata jovens no Planalto Norte”;

b) A matéria divulgava a morte de três jovens por envenenamento, pois teriam utilizado madeira tratada para fazer fogo em um churrasco, na cidade de Itaiópolis-SC;

c) A ABPM, em contato com a Delegacia de Polícia local, recebeu a informação de que nenhuma morte, nas referidas circunstâncias, ocorrera naquela Comarca;

d) Após notificações aos titulares do jornal eletrônico, jamais respondidas adequadamente, a ABPM moveu ação judicial em face dos mesmos (Processo n.o 0003699-30.2009.8.24.0037 – Comarca de Joaçaba);

e) Como resultado da ação, além de ter que indenizar a ABPM, o jornal eletrônico também excluiu a notícia e publicou retratação;

f) Restou claro que se tratava de notícia absolutamente falsa, portanto;

g) Nada obstante, no ano de 2010, a mesma notícia circulou novamente por e-mails e redes sociais ainda nascentes, desta feita com a suposta assinatura de um professor da Universidade Federal de Viçosa;

h) A ABPM contatou a referida Universidade e recebeu resposta escrita, de autoria do Professor do Departamento de Engenharia Florestal, na qual ele assevera ter havido equívoco não intencional por parte de um ex-professor da instituição;

i) Além disso, manifestou solidariedade à ABPM, e informou que “o Magnífico Reitor da UFV tem uma cópia da carta enviada pela ABPM e lamenta o ocorrido”;

j) Ao longo dos anos, a ABPM já se utilizou de informativos e publicações especializadas para desmentir os fatos, reforçando que a madeira tratada pelo processo industrial em autoclave é segura;

k) Apesar disso, a despeito de todas as medidas já adotadas, ainda hoje a notícia falsa é, ocasionalmente, difundida por meio de Whatsapp e redes sociais;

Associação Brasileira de Preservadores de Madeira – Av. Professor Almeida Prado, 532 Prédio 65 – Sala 09 São Paulo (SP)

l) Por isso, agradecemos a possiblidade de apresentar a verdade dos fatos: não é verídica a notícia de que a utilização de madeira tratada teria envenenado e causado a morte de jovens que faziam churrasco.

Permanecemos à disposição para esclarecimentos adicionais.

https://g1.globo.com/fato-ou-fake/noticia/2019/10/16/e-fake-mensagem-que-fala-em-mortes-por-envenenamento-apos-churrasco-com-madeira-tratada.ghtml

Associação Brasileira de Preservadores de Madeira – Av. Professor Almeida Prado, 532 Prédio 65 – Sala 09 São Paulo (SP)